Segurança do trabalho

Segurança do trabalho é uma área especializada que se dedica a prevenir acidentes e doenças ocupacionais, promovendo a saúde, segurança e bem-estar dos trabalhadores em seu ambiente laboral. Essa disciplina abrange uma série de medidas, normas e procedimentos que visam identificar, avaliar e controlar os riscos presentes nos locais de trabalho.

Segue abaixo alguns dos serviços que oferecemos:

O PGR (Programa de Gerenciamento de Riscos) substituiu o antigo PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) desde janeiro de 2022. O objetivo do PGR é reunir práticas e diretrizes que devem ser seguidas por empregadores e instituições que contratam trabalhadores.

Além disso, busca identificar, eliminar ou reduzir os riscos ocupacionais aos quais os trabalhadores possam estar expostos, incluindo agentes físicos, químicos, biológicos, fatores ergonômicos e acidentes.

O LTCAT (Laudo Técnico de Condições Ambientais de Trabalho) é um documento crucial na área de saúde e segurança do trabalho, usado para avaliar as condições ambientais e identificar os agentes de risco presentes no local de trabalho. O LTCAT é de extrema importância para as empresas, pois seu principal objetivo é determinar se algum colaborador está exposto a condições especiais que conferem direitos específicos.

Cuidamos de todos os detalhes. Elaboramos todos os laudos ocupacionais exigidos pelas Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho, assegurando total conformidade e tranquilidade para sua empresa, incluindo Laudo de Insalubridade, Laudo de Periculosidade, entre outros. CLIQUE AQUI para saber mais sobre quais laudos sua empresa precisa.

Oferecemos todos os treinamentos ocupacionais que sua empresa pode necessitar, incluindo Treinamento para Trabalho em Altura, Treinamento para Trabalho em Espaço Confinado, entre outros. CLIQUE AQUI para saber mais sobre quais treinamentos sua empresa precisa.

As análises quantitativas de riscos ocupacionais, de acordo com as Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho, envolvem a avaliação objetiva dos riscos no ambiente de trabalho, quantificando parâmetros como níveis de ruído, concentrações de substâncias químicas e outros fatores. Isso é essencial para garantir que as empresas proporcionem um ambiente seguro e saudável para seus funcionários, demonstrando responsabilidade e cuidado com o bem-estar dos colaboradores.

A identificação e correção desses riscos quantificados não apenas atendem às obrigações legais, mas também podem ser destacadas nas estratégias de marketing, mostrando um compromisso genuíno com a segurança e a saúde dos trabalhadores, evitando assim multas e passivos trabalhistas.

A Análise Ergonômica do Trabalho (AET), de acordo com a legislação brasileira estabelecida pela Norma Regulamentadora 17 (NR-17), é um processo obrigatório que visa avaliar as condições de trabalho em relação à ergonomia. Seu objetivo é identificar e corrigir possíveis riscos ergonômicos que possam afetar a saúde e o bem-estar dos trabalhadores, incluindo aspectos como mobiliário, postura, ritmo de trabalho e organização do ambiente.
A AET é uma medida preventiva que visa garantir um ambiente de trabalho mais seguro, confortável e produtivo para os funcionários, promovendo a qualidade de vida no trabalho.

Auxiliamos sua empresa em todo o processo eleitoral da CIPA e oferecemos treinamentos para os membros da comissão.

Garantimos a eleição de representantes comprometidos com a segurança no trabalho, promovendo um ambiente mais seguro para seus colaboradores.

Conte conosco para manter sua empresa em conformidade com as normas e criar um local de trabalho saudável.

Esses são alguns dos termos e conceitos utilizados na área de segurança do trabalho. É importante acompanhar as atualizações e contar com profissionais especializados para garantir um ambiente de trabalho seguro e saudável.

Quais são os documentos obrigatórios?

Quais os prazos da 4ª fase do eSocial (SST)?

Eventos da 4ª fase do eSocial

No dia 13/10/2021 entrou em vigor a 4ª fase do eSocial para as empresas do grupo I (faturamento acima de 78 milhões). No dia 10/01/2022 a obrigatoriedade se estendeu as demais empresas do país. Após o início da obrigatoriedade da 4ª fase, as empresas são obrigadas a enviar os eventos SST (Saúde e Segurança do Trabalho) à plataforma.

​Este evento deverá comunicar acidentes do trabalho, sendo obrigatório o registro até o primeiro dia útil seguinte ao da ocorrência. Em caso de morte, o registro deve ser imediato. Basicamente, deverá ser feita a abertura das CAT (Comunicado de Acidente do Trabalho) no sistema do eSocial. Este evento poderá ser realizado no próprio portal web do empregador.

Este evento deverá comunicar as informações sobre a saúde do trabalhador, incluindo avaliações clínicas e exames complementares, com suas respectivas datas e conclusões, sendo obrigatório seu envio até o dia 15 do mês subsequente ao da realização do exame. Basicamente, deverá ser feito o ENVIO DOS ASO (ATESTADOS DE SAÚDE OCUPACIONAL) dos colaboradores via XML ao sistema do eSocial.

Este evento deverá comunicar as condições ambientais de trabalho, indicando exposição aos fatores de risco e o exercício das atividades descritos na “Tabela 24 – Fatores de Risco e Atividades – aposentadoria Especial” do eSocial, devendo ser entregue até o dia 15 do mês subsequente ao início da obrigatoriedade dos eventos de SST ou do ingresso/admissão do trabalhador. Essas informações comporão o Perfil Profissiográfico (PPP) do trabalhador.É através do S-2240 que informaremos os riscos previdenciários que o trabalhador está exposto, as medidas de controle e proteção que a empresa utiliza.