Exames Complementares

Os exames complementares são realizados como parte da Avaliação de Saúde Ocupacional (ASO) para complementar os exames médicos e avaliar aspectos específicos da saúde dos trabalhadores em relação às exigências ocupacionais.
Esses exames podem incluir uma variedade de testes, dependendo das necessidades e riscos associados a determinada ocupação.

Alguns exemplos comuns de exames complementares são:

Realizada para avaliar a audição dos trabalhadores expostos a níveis elevados de ruído.

Mede a capacidade pulmonar e é fundamental para os trabalhadores expostos a poeira, produtos químicos ou fumaça.

Indicadas para avaliar a exposição a poeira, asbestos ou substâncias que possam causar doenças pulmonares.

Podem incluir dosagens de metais pesados, substâncias tóxicas ou marcadores de exposição a agentes químicos específicos.

Verificam a presença de drogas ou substâncias ilícitas no organismo, geralmente exigidos para funções de alta responsabilidade ou em setores que envolvem riscos significativos.

São recomendados quando há exposição a substâncias que podem afetar o sistema nervoso ou cardiovascular.

Incluem testes de chumbo no sangue para trabalhadores expostos ao chumbo ou testes de mercúrio para aqueles que manuseiam mercúrio.

Avaliam o funcionamento do fígado, especialmente em trabalhadores expostos a substâncias tóxicas que afetam o fígado.

Essencial para trabalhadores que lidam com metais como cádmio, mercúrio, chumbo, entre outros, que podem causar intoxicação.

Realizados em trabalhadores expostos a substâncias químicas ou ambientes que possam afetar a pele, como dermatites ocupacionais.

Inclui a contagem de células sanguíneas e pode ajudar a detectar anemias e outras condições relacionadas ao sangue.

Avaliam a saúde ocular, sendo especialmente importantes para trabalhadores expostos a riscos que afetam a visão.

Verificam possíveis problemas renais ou exposição a substâncias químicas que afetam os rins.

Dependendo da natureza do trabalho, podem ser necessários testes adicionais para avaliar a exposição a substâncias específicas.

A seleção dos exames complementares é determinada pela natureza das atividades laborais e pelos riscos à saúde associados ao ambiente de trabalho.

A realização desses exames é baseada na avaliação médica e na classificação dos trabalhadores em grupos de risco, conforme estabelecido no PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional).